31/05/2018

Eu quero é fugir da bala.



Ficar nessa situação me mata, mas pensar em ir embora também me parece tão torturante. Me ajuda com uma saída, torna as coisas ao menos um pouco mais fáceis pra mim. Tenho que ir embora. Preciso. Mas meu coração quer tanto ficar. Só tenho duas alternativas, ambas horripilantes. Parece que só me foi dado o direito de escolher qual tiro irá me atingir, eu quero é fugir da bala.


Não consigo imaginar como seria minha vida caso nossos caminhos não tivessem se cruzado. Menos dolorosa, é o que suponho. Contudo, não tão interessante. No fim das contas, ainda estou lidando com os impactos causados, foram esses seus olhos doces que quase quebraram meu coração. Opa, quebrou. 

Não importa o quanto os dias passem, esse famoso tempo não me fez te esquecer, me ensinou apenas a lidar com a situação e por muito tempo achei que isso fosse o suficiente. Mas não era. Colocou ainda mais perguntas em minha cabeça, me deixou trabalhando com várias hipóteses, eu realmente prefiro não me preencher de ilusões.

Eu poderia dizer que te amo tanto, que a melhor escolha seria ficar. Entretanto, é justamente por esse amor ser tão grande, que eu te digo que ele está quase me cegando, não me deixando ver a melhor resposta. Meu coração permanece dizendo que meu lugar é tentando. Garoto, olha minha contradição fundada em dúvidas. Continuo insistindo em ficar aqui, porque sei que, uma vez que eu me vá, não volto mais.

Advogada, escritora, resenhista crítica literária, aspirante à ilustradora, perfeccionista, metade anáfora, metade metáfora e uma romântica nata.

Encontre no blog

QUERIDINHOS DO MÊS

PARCERIA COM AUTOR

PARCERIA COM AUTOR

Me encontre no instagram

Moradores de Masen

Pode falar comigo

Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyrights


Todos os direitos reservados - Copyright ©
Conteúdo autoral. Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!




Tecnologia do Blogger.