31/08/2016

Resenha: O ano em que disse sim



Título: O ano em que disse sim
Autor(a): Shonda Rhimes
Editora: Best Seller
Número de páginas: 256
Sinopse: Um livro motivador da aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder. Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida.

''Dizer ''não'' foi uma forma de desaparecer. Dizer ''não'' foi minha própria forma silenciosa de suicídio. O que é uma loucura. Por que não quero morrer.'' 

Tá aí um livro que eu quis logo de cara. Exatamente aquele livro que você bate o olho e diz ''preciso ler''. Posso chegar agora e dizer que esse foi um tiro mais que certeiro e abranger aquele famoso clichê de que não fui eu que escolhi o livro, foi ele que me escolheu - era exatamente o que eu tinha que ler, apareceu no momento certo.


Shonda sempre fui uma pessoa muito introvertida, muito quieta em seu 'mundo' escrevendo histórias, sempre isolada em eventos socias e tendo ataques de pânico antes de qualquer entrevista. Dessas pessoas que estava a cada momento com uma desculpa na ponta da língua para fugir de qualquer que fosse o convite. Discursar? Jamais. Entrevista? Não mesmo. Isso e aquilo, lá estava Shonda fugindo de tudo.

''Obrigada a todos as mulheres neste salão.
Obrigada a todas as mulheres que nunca chegaram a este salão.
E obrigada a todas as mulheres que, espero, preencherão um salão cem vezes deste tamanho depois que todas tivermos partido.
Você são todas uma inspiração.'' 
  
Entendam, dizer ''não'' para Shonda era quase como uma arma de defesa, era uma forma de mantê-la na sua zona de conforto e protegida das surpresas da vida. Contudo, vejam bem, essa pequena palavrinha não a libertava de tais momentos, pelo contrário, foi quando se deu oportunidade de mudar seu próprio roteiro que ela conheceu a verdadeira liberdade.

A escrita da autora é maravilhosa e faz a leitura fluir muito rápido - você se vê interagindo diretamente com ela e é difícil não se identificar em ter passado alguma situação com aquele mesmo contexto. Quantas vezes negamos algo por receio do que poderia vir a ocorrer ou até mesmo por não saber lidar com aquela situação. 

''Você nunca diz ''sim'' para nada''. Essas seis palavrinhas viraram a cabeça de Shonda e a deixaram louca - ainda mais por saber que elas estavam coberta de razão. Shonda começou a se permitir e isso é fantástico porque faz a abordagem de temas importantíssimos no livro. 

A leitura é bem humorada, sem sombra de dúvidas. Sei que muita gente já olha para esse estilo de livro com um pé atrás e aqui vai uma dica: Não façam isso. ''O ano em que disse sim'' a transformou e convida os leitores a se transformarem também. É motivador, não perca a chance. Diga sim!
''Então danço para esquecer os problemas. Danço em minha montanha, sob meu sol, como se minha vida dependesse disso. Porque depende.''

Annielly Cavalcante. Advogada, escritora, perfeccionista, metade anáfora, metade metáfora e uma romântica nata.

Pesquisando algo?

últimas leituras

Queridinhos do mês

Próximas resenhas

1. Gaia, a roda da vida

2. A borboleta, o sonho e o corvo

3. Entre dois mundos

4. Até quando? - Parte 1

5. A caverna cristalina - Vol. 1

6. As vozes da floresta

7. Perseguição frenética

8. Conspiração na Babilônia

9. Quem dá as cartas?

10. O papel de parede amarelo do meu quarto

11. O núcleo da montanha

12. Em busca das borboletas

13. A vida como ela era

14. Nildrien, o pergaminho

15. Noturno

16. O menino feito de blocos

17. Mentes inquietas

18. Boomerang

19. O segredo da Crisálida

20. Curta-metragem

21. 360 dias de sucesso

22. Ecos da Alma

Amorzinhos

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyrights


Todos os direitos reservados - Copyright ©
Conteúdo autoral. Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!




Tecnologia do Blogger.