23/07/2014

Resenha: A lenda do vampiro de Amsterdã

Olá, olá! Como estão? Voltando a falar sobre o cronograma, percebi que não precisava segui-lo, apenas utilizá-lo como forma de organização. Ah, a resenha de hoje é de um livro que veio em parceria com a Chiado Editora, confiram:


Título: A lenda do vampiro de Amsterdã
Autor: Jeferson Salles
Editora: Chiado Editora
Número de páginas: 208

Sinopse: As lendas sobre vampiros sempre fizeram o imaginário das pessoas navegar por esse mundo a ponto de querer fazer mais. A possibilidade de ser imortal faz com que o interesse nos vampiros seja admirado, ao invés de temido. Seus poderes sobrenaturais encantam e provocam o fascínio, ou mesmo a vontade de ser igual. Por muitos anos, a Historiadora Ângela Marques pesquisou as lendas existentes sobre essas criaturas da noite, os seres que ela pensava não serem reais.

Aos doze anos de idade Ângela sonhou, ou pensou que sonhou, com um vampiro que lhe contara a história de sua vida, e desde desse dia passou a estudar a vida desses seres. Durante anos, Ângela tentou reencontrar o vampiro com que sonhou.

Agora, ela chega a Amsterdã para concluir sua pesquisa. Mas antes que ela pudesse sequer pensar em vampiros, Ângela é atacada por um. A noite começa quando Baltazar salva a moça e a conduz para um lugar seguro repletos de vampiros.

A partir daquela noite, Ângela e Baltazar se tornam amigos, e ela passa a ser uma caçadora de vampiros. Cinco anos depois, quando Ângela recebe a ordem de voltar a Amsterdã para se encontrar com o lendário vampiro, a verdadeira ameaça começa: na busca pela verdade, ela vai enfrentar Dário e Lilith, vampiros que querem matá-la para dominar o mundo e destruir o Grande Vampiro.

Nessa aventura pela noite, Ângela descobrirá toda a verdade sobre o primeiro vampiro da terra, passando por batalhas entre vampiros e deuses.



***
''Quando o homem fizer um voto a Deus ou se comprometer com alguma coisa sob juramento, não deverá faltar com a sua palavra. Cumpra o que prometeu.''

Número 30, 3

Esse é, sem sombra de dúvidas, um livro que te faz viajar para um outro mundo. De cara eu me apaixonei logo pela capa - que é um show - e me encantei ainda mais com a história. Como já diz na própria sinopse, aos doze anos de idade Ângela sonhou, ou pensou que sonhou, com um vampiro que contara sua história - o primeiro vampiro do mundo 
- e digo que é exatamente aí que tudo começa.

Ângela é uma historiadora, está sempre fazendo pesquisas, e é quando ela recebe a ordem de voltar para Amsterdã que as coisas tomam um rumo diferente. Ansiosa em busca de respostas para as suas perguntas, a mesma conseguirá desvendar tudo a respeito do vampiro - no momento em que, quando ela menos esperava, foi atacada por um.

No decorrer você vai entendendo, juntando as peças, encaixando cada parte da lenda. Ah, um fato que deve ser levado em consideração: sua leitura tem que ser feita com muita atenção, pois o livro é bastante complexo, então se uma informação passar despercebida você pode acabar ficando perdido na história.

Os momentos vão passando, trazendo as descobertas consigo. E foi aí que o autor deu uma maravilhosa jogada, pois cada resposta trazia uma nova pergunta, fato este que prende ainda mais a atenção do leitor. Aquela famosa sensação de ''Não posso parar de ler, necessito saber o que vai acontecer.''

Um dos grandes mistérios do livro, ao meu ver, é por que o Grande vampiro (o nome dele só foi revelado bem depois, não vou soltar esse spoiler), tinha contato com Ângela - de uma forma nada convencional, porém...

Quando eu penso que não podia ficar mais surpresa, eis que o melhor ainda estava por vir. Spoiler agora, Sorry. Ângela é a reencarnação da alma gêmea do Grande vampiro, e eu adorei porque já shippava os dois bem antes de saber disso.

''Quem é você?''
''Sou seu sonho ou seu maior pesadelo.''

Não contei, nem vou contar, muito sobre a história do livro (ainda mais por se tratar de uma lenda, tudo vai sendo desvendado aos poucos), por que senão seria uma chuva de spoilers, e não quero tirar a emoção disso. Uma escrita bem leve, preenchida de suspense em cada linha - você não vai querer soltar o livro, pode apostar.

''Diz a lenda que uma legião de vampiros tentou destruir seu reinado, mas no fim nada aconteceu; a serpente que iniciou o ataque voltou para o seu lugar no deserto do Egito, pois a profecia dizia que o vampiro seria eterno mesmo depois da morte.''

O que acharam?
22/07/2014

Quem não merece o mínimo de cerimônia

imagem: weheartit

Inicia o dia. Joga para os dois lados, tenta agradar, apressa o passo pela companhia mesmo sabendo que está correndo de você. Correndo por quê? Esconde o relógio dentro do casaco e pergunta a respeito das horas só pra puxar conversa. ''Quase meio dia'', responde a contragosto, e então te deixa ciente de que talvez essa fosse a hora de ficar calada. Okay, okay, esse não foi um bom jeito de começar.

''Dia tá ensolarado demais'', eu gosto assim. ''Anda um pouco mais devagar, estou ficando cansada com seu ritmo'', acelere ou não me acompanhe. Parada num banco, suspira feliz ao menos pela presença. É, não me expulsou, as coisas estão ficando interessantes. Acorda! O local é público, ele não poderia fazer isso nem se quisesse. 

Deu volta e meia e girou uma das muitas cenas na sua cabeça, para refletir. Em nenhum momento pedira que ela fosse junto, que puxasse conversa, ou que andasse mais rápido para lhe alcançar. Não existia reciprocidade. Céus! Quem sabe meu passo fosse o certo e ele que andava rápido demais? Mostra o relógio e ele que pergunte a hora se tiver vontade. Não dizem que a direção é mais importante que a velocidade? Então vai na sua vontade, e quem não tiver pressa saberá o que não pode perder.

E lhe faz careta, mas ainda assim você retribui sorriso. Foram boas quedas, fizeram-me aprender. Descobri que os erros não eram deles, eram meus. A vida me ensinou que eu eu devia parar de estender tapete vermelho para quem não merece o mínimo de cerimônia.

Annielly Cavalcante. Advogada, escritora, perfeccionista, metade anáfora, metade metáfora e uma romântica nata.

Pesquisando algo?

últimas leituras

Queridinhos do mês

Próximas resenhas

1. Gaia, a roda da vida

2. A borboleta, o sonho e o corvo

3. Entre dois mundos

4. Até quando? - Parte 1

5. A caverna cristalina - Vol. 1

6. As vozes da floresta

Amorzinhos

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyrights


Todos os direitos reservados - Copyright ©
Conteúdo autoral. Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!


Se você detém o direito sob quaisquer das imagens aqui postadas, favor entrar em contato.
dearmasen@hotmail.com





Tecnologia do Blogger.